sexta-feira, janeiro 30, 2015

PIANO

Ebony and Ivory é um single de Paul lançado em 29 de março de 1982 onde ele canta junto de Stevie Wonder. No lado B aparece a canção Rainclouds.

Ebony and Ivory foi lançada também no álbum Tug Of War, de Paul, em 26 de abril de 1982.

Como single a canção alcançou o primeiro lugar no REINO UNIDO e também o primeiro posto na Billboard Hot 100, que é a maior parada da indústria musical norte-americana de singles.

O post de hoje traz um delicioso ensaio de Ebony and Ivory. Listen!

quarta-feira, janeiro 21, 2015

ROAD

Why Don't We Do It In The Road é uma canção dos Beatles lançada em seu álbum de 1968, o The Beatles, comumente referido como The White Album.

Ela foi escrita e cantada por Paul, mas creditada a Lennon / McCartney . A versão lançada é curta e simples, com 01:42 de doze compassos de blues, que começa com três elementos de percussão diferentes: uma mão batendo na traseira de uma guitarra acústica, palmas e bateria, e um vocal cada vez mais estridente, característica de Paul, repetindo uma letra simples com apenas duas linhas diferentes.

Paul escreveu a canção depois de ver dois macacos copulando na rua , enquanto estava em retiro em Rishikesh , na Índia , com o Maharishi Mahesh Yogi . Ele se maravilhou com a simplicidade deste cenário natural, quando comparado com o tumulto emocional das relações humanas. Mais tarde, ele disse: " -Um macaco macho simplesmente pulou nas costas de outro do sexo feminino e deu-lhe umazinha, como se diz por aí. Dentro de dois ou três segundos, ele pulou de novo e olhou em volta como se dissesse: 'Não fui eu', e ela olhou em volta como se houvesse alguma algazarra, mesmo que de leve... E eu pensei: é assim simples o ato de procriação, é! ... E nós, humanos, temos problemas terríveis com ele, e os animais não...".

E assim, surgiu a canção Why Don't We Do It In The Road (Por que nós não fazemos na rua?). Só que a gravação que você vai ouvir é o take 1, com uma duração maior! Ok, Paul!

Why Don't We Do It In The Road (take 1)

segunda-feira, janeiro 12, 2015

AUGUST 29, 1966

Nesse ponto das suas carreiras, os Beatles já haviam decidido a não fazer mais shows ao vivo. Várias más situações tinham ocorrido, como uma fã se atirar nas caixas de som e arrancar um chapéu da cabeça de John, gente pisoteada, e até um pouso forçado em Portland em 1965, quando uma das hélices do quadrimotor pegou fogo durante a chegada no aeroporto (essa mesma aeronave viria a cair dois anos depois, matando parte daquela tripulação).

John disse que, durante esse fato, sentiu que ia morrer como Buddy Holly, que perdera a vida na queda de um avião em 1959. Mas John, sempre John, ao perceber que estava seguro, após o avião aterrissar numa piscina de espuma e deslizar por mais de um quilômetro e parar, colocou as mãos em concha na boca e anunciou para os outros passageiros, loucos para saírem dali: " - Calma! Calma todo mundo!! Tá tudo bem, todo mundo, tudo bem! Vamos descer: Beatles, mulheres e crianças primeiro!".

Ademais, aconteceram shows em que eles não conseguiam sequer ouvir uns aos outros. Determinado fim de um deles Ringo disse: "- Puxa, eu não ouvia nada quando tocava A Taste Of Honey!", no que Paul respondeu: "- Ué, mas eu não cantei essa música hoje!".

Realmente, as performances ao vivo poderiam ter parado bem ao término de 1965, quando eles concordaram que precisavam se dedicar mais à feitura das músicas, trabalhar mais em estúdio, inovar, pois sentiam que poderiam "ficar para trás" naquela turbulência que chocoalhava o cenário cultural da época. O fim tão esperado, no entanto, veio no dia 29 de agosto de 1966 no Candlestick Park, São Francisco, de 9:27 à 10:00 da noite, em frente a 25.000 pessoas.

O espetáculo foi gravado por Tony Barrow, funcionário da NEMS, à insistência de Paul, que percebia ser aquele momento o fim de uma era.

Depois de nove anos e mais de 1400 concertos, os Beatles tinham dado o último espetáculo ao vivo deles, finalizando com Long Tall Sally. Listen!

segunda-feira, janeiro 05, 2015

ONLY ONCE

Hoje você vai ouvir uma gravação única dos Beatles cantando Talkin' About You de Chuck Berry.

Esse era o habitat roqueiro dos rapazes, principalmente de John, que estavam já começando a despontar seriamente no cenário musical da época.

O dia é 16 de março de 1963 numa edição ao vivo da BBC's Saturday Club. Yeah! Play it loud!